Banqueiros infernizam até o diabo…

O Capeta encaminhou um ofício ao céu, solicitando reparos por danos morais, causados pela superlotação e excessos cometidos nas dependências do inferno por banqueiros e seus assessores que lá ultimamente deram entrada.

Satanás reivindica uma indenização bilionária, alegando legítima defesa sobre abusos cometidos por este grupo de escravocratas sem escrúpulos, que tenta inverter o ônus da prova, quando, querendo se passar por vítima, arrisca subornar foguistas e capatazes, no sentido de amenizar o calor infernal que como pena lhe cabe e ainda, para importar ilegalmente de paraísos fiscais, anjos falsos, de quinta categoria, para como laranjas, dividirem com este, o peso de seu fardo.

Relata ainda Satanás, que um grupo de banqueiros, tentou interpelar junto a este, na intenção de validar uma “Adin” – Ação Direta de Inconstitucionalidade, para se isentar dos castigos impostos pela sentença do Criador do Universo, alegando que estes não teriam validade neste inferno. – Descontrolados, e irritados, banqueiros insistem dizer terem recebido uma pena muito severa e que estariam no lugar errado e até, ameaçam fazer uma passeata batendo em panelas e rezando “pai nosso”, uma vez que em vida, teriam sido vítimas das inadimplências de alguns de seus clientes, que, por terem ficado doentes ou sem emprego, não pagaram suas dívidas.

Ressalva Satanás em seu relato, que, os métodos aplicados no seu inferno, seriam insuficientes para penalizar banqueiros e sugere que este tipo de “ser” seja tratado com medidas infernais de segurança máxima, ou até alterado geneticamente, pois possui uma tendência natural de evoluir para o mal, isentando-se de uma possível regeneração e o inferno seria inadequado para este acolher, uma vez que poderia contaminar os pecadores comuns, já que estaria se organizando em grupos, para levar vantagem em tudo e até tentar descabidamente atribuir ao inferno, a questão do aquecimento global, além de estar começando a cobrar taxas inúmeras, pedágios diversos e encargos absurdos, além de outras práticas, até no inferno desconhecidas, completamente desleais às leis das trevas, como por exemplo, entre outras balelas, proteger o meio ambiente no inferno e ainda, angariar fundos para salvar as baleias ameaçadas, para com a renda tentar financiar uma fuga em massa, o que provocaria uma catástrofe universal, uma vez que, estando no inferno e conseguindo fugir, tomaria a forma de um vírus arrasador, quem sabe até, provocando o surgimento de uma nova “gripe dos infernos”, fato que, traria consequências irreparáveis para a humanidade.

Todavia, Satanás conclui, pedindo ajuda aos céus, se julgando impotente para lidar diante do comportamento e esperteza dos banqueiros modernos e que estes, nos infernos, não mais seriam bem vindos, pois teriam trazido da Terra, costumes que inferno algum jamais aceitaria e deveriam os responsáveis por esta raça degenerada, enviá-la para um outro lugar, neutro, ainda a ser criado e de preferência, bem longe e fora dos limites dos quintos dos infernos, uma vez que, estariam infernizando o lugar.

O Demônio alerta que, a continuarem os banqueiros, a serem mandados para seu território e a terem comportamento idêntico ao que tinham na Terra, este, estaria seriamente pensando em pedir afastamento, ou até, renunciar ao cargo e isto acontecendo, certamente quem assumiria o posto, seria um banqueiro qualquer, o que poderia comprometer a imagem deste lugar.

Satanás se mostra surpreso e confessa que um banqueiro foi até seu gabinete e lhe propôs a indecente proposta de abertura de um Banco Múltiplo Infernal, se oferecendo inclusive para administrá-lo, para que com isto, seus colegas banqueiros que lá estão, possam tentar repatriar todo dinheiro desviado em vida e escondido em paraísos fiscais, para evitarem com isto, que seus filhos em vida, não desfrutem deste dinheiro, nem cometam as mesmas barbáries financeiras que estes, covardemente, temendo não serem cobrados por estes filhos e netos, quando um dia estes no inferno também chegarem.



Veja também:
  • Cuidado!..Você pode ter feito pacto financeiro com satanás!
  • Punição civil sobre o consumidor
  • Pai nosso que estás no céu…
  • Carta Modelo>Suspensão Cobrança/Emissão de Boleto Bancário
  • O consumidor é ferrado com ferro em brasa
  • 9 comentários »

    1. Sandro Jr. disse,

      29/04/2009 @ 10:26

      Muito bem colocadas as palavras, e a ideía é essa mesmo!….

    2. Mauricio disse,

      29/04/2009 @ 15:07

      Também acho que os banqueiros têm algum parentesco com o diabo.Parabéns pela escrita!

    3. Rosana Mendes disse,

      29/04/2009 @ 21:56

      O gerente da minha conta aumentou o limite do meu cheque especial sem eu pedir, e quando usei sem saber paguei um juro absurso, e quando reclamei, ele dise que o problema era meu que fui quem gastei….dizia que era meu amigo, mas descobri que é amigo da onça…

    4. Paula disse,

      30/04/2009 @ 9:02

      Gostei do artigo!……muito sugestivo

    5. Rogério disse,

      30/04/2009 @ 11:48

      Sensacional!!…..D+….

    6. Maria de Lourdes disse,

      17/07/2009 @ 0:04

      De muito bom gosto o trocadilho. Parabéns!

    7. Mariano Severino disse,

      17/07/2009 @ 11:52

      seus artigos são bem interessantes. valeu!

    8. Paulo Joseph disse,

      18/07/2009 @ 11:14

      Parabéns ao Dr pela criatividade e belo e útil site 🙂

    9. luzia disse,

      05/05/2016 @ 23:57

      DR. Marcos, preciso de uma orientação, meu filho tem uma empresa, na qual o sócio desligou-se ano passado agosto, eu entrei na sociedade, ocorre que ele fez alguns empréstimo junto ao Banco do Brasil, a situação ficou ruim em dezembro parou de pagar os referidos empréstimos, eu fui ao Banco e entreguei a cópia da alteração contratual, é o banco nada fez, agora ele esta cobrando do ex-sócio, que enquanto ele estava na sociedade o pagamento era efetuado, disse que como sócia assumiria a dívida eles não aceitaram, disse que o outro sócio foi quem assinou, eles estão corretos ou eu tenho alguma saída para o ex-sócio não ficar com nome negativado e ser responsável pela divída. obrigada. Luzia Oliveira Obs. tenho urgência, pois vou ao Banco amanhã 06/05/2016
      ———————————————————————————————————————–
      Luzia,

      A dívida fica atrelada ao Cpf do sócio gerente que assinou o contrato de aquisição do valor, não se transferindo automaticamente para o novo sócio no caso de troca e, – para assumi-la você deverá preencher os requisitos exigidos pelo banco e manifestar por escrito o seu interesse para tal, opção esta para os casos de dívida que encontra-se com o pagamento em dia. Neste caso, já em inadimplência você terá que dispor de uma boa argumentação para convencer banco, a não ser que assuma a dívida para pagar a vista. Boa sorte.

      Assine a Petição:>> https://secure.avaaz.org/po/petition/Senhor_Presidente_da_Camara_dos_Deputados_Congresso_Nacional_Brasileiro_Proclamar_urgentemente_uma_reforma_no_Sistema_Fi/share/?new

      Marcos Antonyo Lima

    RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

    Deixe um comentário