Você está devendo para um banco?…

Ninguém deve se apavorar quando de repente, se deparar com uma situação destas, pois, como sempre digo, enquanto não for feita uma reforma ampla no Sistema Financeiro Nacional, este fato será inevitável, uma vez que os métodos praticados no mesmo, conduzem o cidadão de bem, independente da sua vontade, a inevitavelmente cruzar por esta incômoda situação.

E se algum dia, por motivos de força maior, você ficar inadimplente com seu banco, por um período de cinco ou seis meses, ou mais, em um débito com valor principal de 10 mil reais, por exemplo e este banco lhe apresentar uma dívida de 30 mil reais, ou mais que isto, não se assuste, pois o uso desta fórmula matemática, em benefício próprio, é muito comum pelos bancos brasileiros e neste momento, você deve ter frieza para raciocinar e nunca ficar apavorado, pois desavisadas, as pessoas sempre tomam um choque e, de imediato, perdem por alguns instantes, o poder de raciocinar e consequentemente a noção do lógico e, desorientadas, ficam sem rumo, tornando-se assim em fáceis presas para os bancos.

As pessoas entram em pânico e não sabem como lidar com o fato, nem qual atitude tomar e já houve caso de infarto fatal, pois muitas, ao se deparar com uma dívida impagável, imaginam que terão seus bens penhorados automaticamente pelo banco para atender o monstruoso débito apresentado, com a agravante de saber que, por já estarem com dificuldade financeira, não possuir recurso para pagar um advogado para se defender desta roubada e, por esta razão, se sentem impotentes e sem forças para reagir e a partir daí, se desesperam, pois imaginam também que, por conta do débito, serão levadas para os tribunais de justiça pelo banco credor.

Primeiramente, as pessoas precisam saber que jamais um banco terá coragem de cobrar diante de um juiz, uma dívida que ultrapassou a linha do absurdo com 100%, 200%, 300% ou 400% de aumento, inchada de maneira indemonstrável, para atender a sua ganância sem limite e apenas fazem isto diretamente ao frágil consumidor, tentando a sorte, pois sabem que, desinformados e sem noção de política financeira, nem da legislação que balizam seus direitos, muitos, sem questionar e sem qualquer força de conhecimento para reagir, nem tentam se defender e se entregam a este tipo de coação, fartamente argumentada pelos funcionários dos bancos e aceitam e confessam a dívida apresentada.

Quem está devendo para um banco, é claro que precisa pagar sua dívida, mas, nunca deve aceitar de cara os valores apresentados por este e sempre carece de um tempo para analisar a dívida apresentada e sempre também, deve questioná-la, pois, toda dívida apresentada por um banco sempre é falsa e distante do valor real devido, pois, é extraída da imaginação deste para alimentar sua ganância financeira, que molda e ajeita as dívidas dos clientes de maneira a beneficiar a sua vontade e interesses unilaterais, de forma antiética e atroz.

O devedor sempre terá que procurar identificar o valor principal devido e ainda, verificar se os juros, tarifas, encargos e multas nela acrescidos, estão dentro dos padrões e limites legais, pois este é um Direito e o banco tem o dever de informar e não pode negar, uma vez que a imaginação dos mesmos para criar fórmulas de inchaço de valores em benefício próprio não tem limite e ultrapassa a barreira do absurdo.

E para fazer isto, o devedor não precisa de ninguém e, ele mesmo pode fazê-lo diretamente ao banco, sempre por escrito, cobrando recibo e guardando sua via, que poderá ser útil em futuro processo de revisão contratual junto à justiça civil, no caso de negativa do banco ao solicitado.

Em ofício ao banco credor, o devedor deve demonstrar a sua vontade de saldar sua dívida, mas para isto, é óbvio que necessita ter conhecimento detalhado da mesma, em cumprimento aos ditames do Artigo 6º Inciso III do Código de Defesa do Consumidor e ainda, – o devedor deve nesta oportunidade, solicitar a revisão, o abatimento e/ou a eliminação de juros abusivos e a diminuição no volume de encargos taxas e multas tirânicas, ingredientes estes que elevaram sua dívida aos padrões absurdos e desumanos, distante e incompatível com a sua realidade financeira e o banco não pode se negar em atender, pois tem o dever moral e a força da lei que o obriga acolher tal pedido.

Neste documento o consumidor carece ainda, ao banco solicitar a “Evolução da composição da dívida” e isso significa, que o banco necessita exibir detalhadamente ao consumidor inadimplente, todas as fórmulas, cálculos e acréscimos adicionados ao valor principal da dívida apresentada.

Geralmente nestes casos, os bancos dificultam e resistem o máximo possível e costumam apresentar documentos incompletos na tentativa de enganar os consumidores, retardando o processo e tentando vencer o consumidor pelo cansaço e ainda, por saber do pouco conhecimento jurídico destes, sempre insistem dizer que, uma vez o contrato ter sido assinado, nada mais poderia ser revisado nem alterado.

Porém, esta afirmação é falsa e a atitude faz parte da pressão psicológica e do processo de enganação exercido pelos bancos sobre os consumidores, pois, conhecem, mas tentam encobrir que é um direito básico do consumidor, conforme Artigo 6º Inciso V, do Código de Defesa do Consumidor, a modificação de cláusulas de contratos assinados que estabeleçam vantagem à parte mais forte, criando desigualdade, sempre que o consumidor detecte a presença da mesma, gerando assim desconfiança e atrito na relação de consumo.

Além de todas as facilidades solicitadas na negociação para saldar sua dívida junto ao banco, o consumidor inadimplente necessita ainda, requerer um prazo dilatado para efetuar o pagamento, para que não venha novamente a incorrer neste fato e com isto normalizar a estabilidade da sua biografia financeira.

Em caso de negativa aos solicitados acima, o banco está sujeito ao peso da mão da justiça, uma vez que este fato denota grave flagrante de desrespeito aos ditames da lei e muito pode pesar contra ele, se o mesmo for levado a sentar no banco dos réus.



Veja também:
  • Para quem está devendo para um banco e quer negociar:
  • Carta Modelo>Revisão/Dívida com Empresa
  • Carta Modelo>Revisão/Dívida com Banco
  • Ainda endividado com seu banco?!…
  • Utilização correta do cartão de crédito
  • 726 comentários »

    1. Henrique Oliveira disse,

      29/04/2016 @ 15:46

      Boa tarde novamente… eu fui até ao banco uns dias atrás dizendo que queria juntar tudo oque devo inclusive o cartão de crédito e empréstimos que estão em dia… sei que totalizou algo na faixa de R$6.500,00 e ele me informou que o total parcelado daria algo perto dos R$33.000,00… quando ouvi isso quase cai de costas… se fosse algo por volta de uns R$10.000,00 eu até iria entender… mas isso está errado não está?! Obrigado novamente!
      ——————————————————————————————————————-
      Henrique,

      Fique tranquilo que o banco não vai penhorar a sua ferramenta de trabalho. Um processo de penhora requer muita dedicação e banco gosta de ganhar coisas fáceis. E o seu valor principal devido é pequeno que cresceu por conta dos abusos praticados por ele, banco e, nestes casos não compensaria levar a cobrança a sério e por isso somente tenta a sorte ameaçando você com ações abusivas. – O valor cobrado pelo banco foi inchado abusivamente, faça uma proposta por escrito e cobre recibo do banco, para pagar os 10 mil mencionados em parcelas e prazo que caibam na sua realidade financeira. Se o banco não aceitar de imediato, tenha paciência que em algum momento aceitará. Boa sorte.

      Assine a Petição:>> https://secure.avaaz.org/po/petition/Senhor_Presidente_da_Camara_dos_Deputados_Congresso_Nacional_Brasileiro_Proclamar_urgentemente_uma_reforma_no_Sistema_Fi/share/?new

      Marcos Antonyo Lima

    2. Joyce disse,

      04/05/2016 @ 16:28

      Oi estou com divida no cartao de credito de 3 mil Itaú e tenho uma carro fianciado em outro banco eles por tomar meu carro?
      ———————————————————————————————————————–
      Joyce,

      Acho improvável o banco autorar processo de penhora sobre dívida de 3 mil reais originada de cartão de crédito. No máximo vai inchar esta dívida de maneira absurda para ficar infernizando a sua vida com cobranças, além de incluir seu nome no Serasa e Scpc. Fique tranquila. – Procure o banco para uma negociação factível. Boa sorte.

      Assine a Petição:>> https://secure.avaaz.org/po/petition/Senhor_Presidente_da_Camara_dos_Deputados_Congresso_Nacional_Brasileiro_Proclamar_urgentemente_uma_reforma_no_Sistema_Fi/share/?new

      Marcos Antonyo Lima

    3. Fábio Miranda disse,

      12/05/2016 @ 20:55

      Olá tenho 80.000 mil de lis no Itaú não me executaram ainda. Quando eles execultarem poderiam penhorar bens. Sou jurídico obrigado e fico no aguardo
      ———————————————————————————————————————
      Fábio,

      Banco gosta é de dinheiro vivo e de ganhá-lo de maneira fácil e rápido. Para reaver a sua dívida ele fará de tudo para receber em espécie. A penhora é um recurso de último caso, todavia, vale lembrar que para os casos de conta jurídica a probabilidade é muito maior. Boa sorte.

      Assine a Petição:>> https://secure.avaaz.org/po/petition/Senhor_Presidente_da_Camara_dos_Deputados_Congresso_Nacional_Brasileiro_Proclamar_urgentemente_uma_reforma_no_Sistema_Fi/share/?new

      Marcos Antonyo Lima

    4. matheus disse,

      15/05/2016 @ 21:50

      Boa noite , to devendo o cartão de crédito e a magazine Luiza quero saber ate que período eu posso ficar sem pagar pois to com muitas dividas , E não quero sujar meu nome

    5. Lilian disse,

      19/05/2016 @ 16:05

      Boa tarde tenho uma divida juridica com o banco ha 3 anos, o valor real é 3.800, entrei em contato com o banco e disseram que a dívida está em 11 mil e não fazem nenhum acordo eles querem receber esse valor, me entregaram um extrato incompleto e ainda me disseram que a dívida está num fundo em que o próprio banco teve que pagar para o governo e que agora temos que pagar 80% desde valor e que se fizermos acordo com a financeira o nome nao sairá do Serasa. O que faço para uma negociacao

    6. Daniel disse,

      20/05/2016 @ 10:11

      Bom dia , tenho um emprestimo de 40mil no itau , e nao terei condicoes de pagar nos proxims 12 meses de acordo com as minhas projeções. Ele pode penhorar meu apartamento financiado ou meu carro ? Obrigado.

    7. Eliezer disse,

      22/05/2016 @ 21:53

      Boa noite tenho 5 emprestimo pessoal no itau totalizando 20.000 reais . Mas tmb tenho um carro financiado com eles mas o carro esta em dia com as parcelas e tenho um apartamento financiado pelo banco do Brasil que tmb esta em dia . Posso perder esses bens . Pelo fato.de ter essa divida de 20.000 reais em credito pessoal ?

    8. cleonice alve cunha disse,

      26/05/2016 @ 18:50

      me chamo cleonice fuifazer um acordo com o banco do brasil com uma divida de 42.000,00 que inclui giro flex e giro rapido e limite.. eles me cobraram 2,000 na hora e 54 de 1,060 e 45 de 738,00 .. para cair todo dia 10 de cada mes como tenho um micro empresa ja faz uns 29 anos. venho pagando desde de 2004 e 2006… ta certo isso.. e claro que os juros eram 3.99 com o acordo abaixaram par 2,99 ao mes. esse total vai ficar em 96.000,00 . me de uma luz por favor obrigada e muita paz

    9. tahana disse,

      04/06/2016 @ 20:43

      Boa noite. Nunca usei meu cheque especial mas todo mes esta sendo cobrado um valor como se eu estivesse sacado ou usado o debito do cartao..o que faço? É um absurdo pagar o q nao usei.
      ———————————————————————————————————————-
      Tahana,

      Antes de tudo você precisa descobrir que cobrança é essa, solicitando ao banco um esclarecimento. Caso se trate de cobrança não autorizada solicite o cancelamento e a devolução dos valores cobrados de imediato. Havendo negativa por parte do banco leve o caso para apreciação da justiça através do Juizado Especial Cível da sua cidade. Boa sorte.

      Assine a Petição:>> https://secure.avaaz.org/po/petition/Senhor_Presidente_da_Camara_dos_Deputados_Congresso_Nacional_Brasileiro_Proclamar_urgentemente_uma_reforma_no_Sistema_Fi/share/?new

      Marcos Antonyo Lima

    10. Patricia disse,

      06/06/2016 @ 14:50

      Boa tarde. Tenho uma divida ao banco a uns 4 a 5 anos e o ultimo valor atualizado informado com juros ano passado chega a 10.000, neste momento não tenho condições de pagar, mas tenho um veiculo que não chega a 4.000 o valor, o banco pode penhorar meu veículo?

    11. Bianca disse,

      13/06/2016 @ 11:14

      Fiz um acordo de divida com banco de 1011,00 reais, mas no dia conseguir pagar somente mil reais , e ficou restante 11 reais , liguei novamente para o banco e e com juros 11 reais ficou 28,4 centavos, paguei os 28,4 no mes de abril. E ate hoje nao deu baixo no sistema do banco que paguei a negociação, tenho os extratos e comprovantes , e ainda meu nome consta restrito e o banco ainda não me deu data pra resolver isso. Posso processar ?

    12. silva disse,

      16/06/2016 @ 8:37

      Fiz 2 empréstimos no banco do brasil atraves da minha conta corrente todos os meses era descontados do meu salario pois eu estava trabalhando so que fiquei desempregada e nao consegui pagar mas ja faz 2 anos que nao pago como faco para pagar se ainda estou desempregada?

    13. Fagna disse,

      10/07/2016 @ 12:28

      Ola,peguei um empréstimo pro meu cunhado no valor de 4700 .Mas ele nao pagou esse emprestimo foi um supercredito que o cartao da CeA me o fereceu e eu saquei do bradesco,nao sei oque fazer oque vai acontecer eles podem tomal algum bem meu?

    14. Wellington disse,

      26/07/2016 @ 0:29

      Eu estava com um crédito aprovado na caixa econômica federal bem mais alto do que pequei mas o banco me exigiu que eu desse um bem de garantia como eu re estava precisando de um capital para empresa urgente acabei dando meu carro de garantia agora eu me apertei e precisa vender o carro para na deixar a empresa falir como que eu faço para tirar meu carro da garantia preciso de ajuda por favor ? Boa noite

    15. Creusa disse,

      08/08/2016 @ 0:11

      Olá fiz um empréstimo pra pagar agiota. E agora não tenho como pagar a prestação. Entrei em desespero troquei minha pensão de Banco. Será que consigo negociar com agiplan. Estou desesperada. Ainda não foi paga a primeira parcelamento

    16. edson disse,

      11/08/2016 @ 20:26

      olá tenho uma divida com o banco itau em cartao e cheques especial lis e emprestimos valor 40 mil o banco pode bloquear meu carro

    17. rodrigo Ferreira disse,

      24/08/2016 @ 1:52

      Ola tenho uma divida no Bradesco PJ. referente a um emprestimo de 35 mil que paguei 10 parcelas de 1.500 e outra referente ao cheque especial. Que atualmente esta em 26 mil. Ja existe um processo em andamento. Pois o escritório de advocacia ja me informou. Breve serei notificado. Acontece que o banco diz que eu devo 61.500 ao todo, sendo que o empréstimo de 35 mil eu nao poderei tratar c o Banco apenas c o escritório que me ofereceu ate agora a opcao de no minimo 10% da divida como entrada e dividir o resto em 12,24 ou 48x. Ja quanto a divida do limite 26 mil me ofereceram 40% de desconto a vista ou então o valor sem desconto com uma entrada de 20% +24x. Atualmente fechei a loja e nao tenho nada no meu nome. Gostaria de uma orientaçao. Obrigado!

    18. Rosangela disse,

      26/08/2016 @ 22:15

      Estou desesperada…Tenho uma conta inativa e já faz 3 anos eu realmente não lembrava mais dela nesse tempo foi cobrado taxas da sesta de serviço..ai o banco usou o limite do credito (cheque especial ) para cobrir isso, ai anos depois eles ligam dizendo que tenho um debito negativo no Bradesco quando fui ver era de 3,500 não tenho como pagar isso …dias depois chega uma carta do SPC no valor de 338,00…Uma semana depois liga uma empresa de cobrança do Bradesco dizendo que tenho que pagar esse cheque especial e só tenho que pagar uma entrada de 500 ou 1000 e parcelar o restante…Se eu não fizer isso eles vao levar minha causa a justiça e penhorar meus bens…aliás não tenho bens e a renda mensal da minha casa é de 1500…então porque o banco não me ligou anos atrás para notificar sobre essa conta? Pq eles usaram esse cheque especial? Pq eles não encerram minha conta quando viram que estava parada a mais de 90 dias? E tbm eles deveriam falar que poderia fechar a minha conta em qualquer agencia bancaria….Estou desesperada não sei o que fazer
      —————————————————————————————
      Rosangela,

      De fato, a obrigação de formalizar o fechamento da conta, por escrito, é sua, todavia o banco poderia tê-la cancelado, mas, não o fez, preferindo onerá-la ao livre arbítrio fazendo uso de má fé para se beneficiar. >>> Não carece se desesperar, pois, o principal inicialmente devido é o valor declarado pelo banco ao Serasa e a sua dívida total hoje com juros e multas legais estaria por volta de R$ 700,00 (Setecentos reais) e o banco sabe disso, todavia, tenta a sorte cobrando de forma ilicitamente abusiva. – Você pode pagar em juízo e, para isso deve procurar um profissional especializado em Direito do Consumidor e/ou, aguardar uma nova proposta do banco que se encaixe na sua realidade financeira, ato este que acredito se confirmar a qualquer momento ou ainda, você pode insistir na validação por escrito da sua proposta para pagamento direto com o banco ou seu representante. >> Quanto a levá-la à justiça e penhorar seus bens, fique tranquila. – Improvável o banco fazer isso por conta de uma dívida principal tão pequena. – Seria impossível justificar ao juiz um inchaço acima de 1000%. – Não passa de pressão psicológica de cobrador picareta a serviço dos bancos. Durma em paz! Boa sorte.

      Assine a Petição:>> https://secure.avaaz.org/po/petition/Senhor_Presidente_da_Camara_dos_Deputados_Congresso_Nacional_Brasileiro_Proclamar_urgentemente_uma_reforma_no_Sistema_Fi/share/?new

      Marcos Antonyo Lima

    19. Adenilson disse,

      01/09/2016 @ 18:54

      Tenho um débito com o banco do Brasil 6000 .cartao + 15 000 limite e alguns empréstimo consignado sai o gerente me chamou dizendo que tinha uma proposta 1+ 98x de 3250 acredita

    20. Mariane disse,

      05/09/2016 @ 7:14

      Fiz uma compra no cartão da minha sogra em 18 vezes e lqtrasei tres faturas ou quatro e veio uma fatura absurda para pagar, tem como parcelar estas faturas e as próximas virem com o valor normal? E as faturas param de chegar quando completados os 18 meses ou continuam chegando se estiverem atrasadas?

    21. Ana disse,

      10/09/2016 @ 19:25

      Boa noite tenho uma dívida de cartão no itau, além de me ligarem em casa estão ligando na casa da minha mãe sem parar pertubando mesmo e nem moro la a 13 anos o que posso está fazendo a respeito disso. obrigado

    22. José Pereira Ribeiro disse,

      15/09/2016 @ 18:14

      Boa noite. Tudo começou quando o banco do Brasil ofereceu=me dez mil reais, dizendo que os juros tinham diminuidos e eu tinha direito pagando o mesmo valor de 750 reais que estavam faltando 58 prestações. Precisava para reformar minha casinha inacabada, comprada de uma senhora pouco escrupulosa, casa esta que estava sujeito a ir a leilão. Isto mais ou menos há dez anos. Naquele dia o gerente disse-me que eu não tinha margem. Que tinha que fazer um refin para conseguir os dez mil. Pensei que o valor das prestações seriam 970 reais , mas foi para 1870 reais. De lá para cá virou uma bola de neve, sempre emprestando do BB para pagar o próprio BB.; Usei consinado do BB e de outros, mas não deu. sempre refin. Hoje meu pagamento fica tudo no BB. Estou com setenta anos de idade, aposentado,meu filho não pôde fazer medicina no Brasil, muito caro. Foi para o Paraguai, lá ele trabalha enfermeiro. A minha dificuldade é grande, trato de cinco dependentes. Dois precisam faculdade, mas não tenho condições. Errei feio mesmo. Tive que fazer mais cursos para mais profissões, mas está dificil. Será que tenho uma saida?

    23. Eduardo disse,

      16/09/2016 @ 18:22

      Olá tenho um empréstimo no santander de 100 mil. E acabei de perder o trabalho e não tenho nada no meu nome o que pode acordei nesse caso

    24. Jessica disse,

      17/10/2016 @ 23:50

      Oi boa noite! Peguei um emprestimo de 15.000,00 no Santander 39x 1213,45 sendo que trabalho como autônoma, mais as minhas vendas estão fracas e não vou ter como pagar, pois tenho aluguel e despesas de casa pra pagar! Será que daqui uns anos o banco vai tirar esses juros? E estou com medo de não conseguir um emprego, ou eles quererem me prender ou coisa do tipo por essa dívida !? Por favor me ajude não consigo nem dormir por causa disso!

    25. Edna disse,

      11/11/2016 @ 14:16

      Saquei 50 reais do banco achando que era meu passou uma semana fui ao banco e me disseram que eu estava devendo 60 reais ao banco depois de uns quarenta dias depósito os cinqüenta reais na conta e hoje 2 meses e 10 dias voltei lá para ver quanto estava então me disseram que estou devendo 260 reais o que eu faço?

    26. Luiz disse,

      22/11/2016 @ 13:29

      Tenho muito empréstimo consignado e estou precisando de dinheiro e bom negócio vender minha dívida para outro banco?

    RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

    Deixe um comentário