Administrando navalha de crédito

Conforme notícia publicada neste domingo pela Folha, o governo brasileiro planeja mudar as leis e as portarias que regulam o mercado de cartões de crédito em nosso País e com isto, poderá ser investigada a possibilidade da existência de “cartel” entre as duas maiores empresas que dominam de maneira tirânica este setor, responsáveis por uma das maiores carnificinas financeira existente na arena de consumo brasileira, que eu tenho conhecimento.

De acordo com a reportagem, esta investida do governo decorre da recente divulgação de um estudo, que de maneira minuciosa, revelou detalhes sobre a forma como as duas empresas controlam os mecanismos de pagamento eletrônico no mercado de consumo brasileiro.

Este estudo foi feito pelo Banco Central do Brasil, pela Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça e pela Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda.

Na sua reportagem, a Folha informa que o levantamento concluiu que o mercado brasileiro de cartões de crédito é absurdamente centralizado, e impede a entrada de novos participantes e, este já seria motivo suficiente para clamar por uma profunda e urgente reformulação no setor para beneficiar a economia como um todo e, principalmente àquele que paga a conta, digo, as faturas mensais, o cidadão consumidor.

Ressalta a Folha ainda, em seu registro, que, em diálogo com o governo brasileiro, as duas gigantes sedentas por lucros que dominam este mercado, informaram que estão dispostas a promover mudanças para aumentar a competitividade no mercado de cartões de crédito.

Com esta atitude, o governo brasileiro, se conseguir, estará moralizando um setor completamente dominado pela parte mais forte, que sem escrúpulos, se beneficia da mais fraca, que assim, terá a sua navalha criminosa barrada ao acesso à ciranda financeira praticada em nosso País, através e por força da porta giratória da boa vontade e do bom senso do governo brasileiro, que demorou para acordar, em favor daqueles, a quem tudo deve, principalmente a proteção contra a fome ilimitada destes lobos famintos pelo dinheiro dos vulneráveis cidadãos consumidores brasileiros.

Diante desta promessa, como um cidadão brasileiro profundo conhecedor da postura unilateral e avassaladora das administradoras de cartões de crédito sobre os fracos e desamparados consumidores, que são sugados até o bagaço e levam navalhadas na carne através de juros, encargos e abusos diversos praticados no cenário de consumo pela cruel ditadura financeira destas empresas, que, se quer, são reconhecidas como instituições financeiras pelo Banco Central do Brasil, eu confesso, que fico até emocionado diante da compreensão, bondade e civismo por parte destes dois mastros gringos que lideram o mercado mundial de cartões de crédito, para com o consumidor brasileiro.

Por outro lado, fico surpreso por somente agora e, mediante estudo estatístico, que, de fato, o governo brasileiro percebeu e resolveu tomar uma atitude contra um dos abusos que, pelo menos há vinte anos, é praticado por um bando de tecnocratas escravocratas financeiros sobre os consumidores de cartões de crédito no Brasil, todavia, devo reconhecer que já seria um bom começo, pois, quem sabe, nos próximos vinte anos um destes governos, eleito pelo cidadão consumidor de cartões, perceba da existência de uma infinidade de outros abusos praticados nesta esfera de consumo por estas empresas gananciosas, que não hesitam, nem economizam na prática de métodos absurdos nas suas captações ilegais de lucros, esfolando vivos seus consumidores.



Veja também:
  • Cartão Nubank – Juro pela metade e isenção total de anuidade
  • Cartão de Crédito + Banco x Consumidor
  • Juro do Cartão de Crédito: 403.5% ao ano, 33.6% ao mês, 1.12% ao dia
  • Serasa não é tribunal de justiça
  • Recall em cartões de crédito
  • 7 comentários »

    1. Suely disse,

      30/06/2009 @ 8:38

      Fiz uma compra com meu cartão e paguei apenas o mínimo da fatura, o restante, 270 reais não pude mais pagar, depois de 4 meses ligaram para minha casa me cobrando a bacatela de r$1.233,00, ou 4 de 253, não aceitei e não sei no que vai dar isso. Estou ansiosa. E bem diz o genial autor: Isso é uma navalha na minha carne!

    2. william disse,

      05/10/2010 @ 6:34

      bom dia pessoal! bom minha pelo unibanco ja passa dos 41.000,00 por conta dos juros abusivos de cartao de credito pelo ibicard ja vai mais de 3.000,00 pelo credicarcit o triste mais de 3,000,00 e nunca tento me desesperar por isso primero tenho fé en DEUS e sei q ele existe e segundo sei q estou sujo mas não vou preso por esta divida por a unica divida q da prisão e alimenticia ou sejas pens~~ao + estou tranquilo por q tenho a conciencia q não devo isso tudo. isso é por contas dos 16% + outros encargos de cartão de credito q eles colocam eu so ganho um salario minimo q so dar pra manter eu e minha esposa e filho + JESUS SALVADOR E DEUS VAI RESOLVER ESSA BRONCA PRA MIN A FÉ REMOVE MONTANHAS. DESDE JA AGRADEÇO A TODOS SE TIVER ALGEN COM MESMO PROBLEMA MEU AGRADEÇO COMENTARIOS. PARABENS PELO SITE http://WWW.ESCRAVOSDOSBANCOS.COM.BR ELE AJUDA MUITO XAU PESSOAL

    3. Adilson Oliveira Santos disse,

      05/11/2010 @ 1:17

      Boa noite

      Depois que me separei passei a dever muito coisa que nunca havia feito, devo o banco itaú ( uns 6.000,00) deve esta a divida hoje, devo o banco do brasil, não é muito, uns 1000 reais + ou -, só que logo depois que me casei novamente eu estava totalmente com co meu salário defazado por conta de pensão alimenticia , reforma da casa onde morei depois da separação, etc…
      Só 2 anos atrás eu fiz uma compra nas casas Bahia no valor aproximado de 2.500,00 por ai…… comecei a pagar mas não tive condições de continuar os pagamentos, minha atual esposa não trabalhava na época, eu pago aluguel, água , luz, telefone, etc.. ontem 04/11/2010, recebi um telefonema da minha irmã dizendo que um oficial de justiça junto com uma viatura policial foi a té a casa onde eu morava que é a mesma casa da minha mãe… e disseram a ela que eles estava me procurando para levar de volta os móveis que eu havia comprado e não tinha pago….
      Eu estou apavorado, estou pensando em ir até a loja onde fiz a “compra” e tentar renegociar esta divida, na situação q me encontro financeiramente vou tentar pagar em varias prestações de valor baixo.
      Mas já me disseram que se o oficial de justiça aparecer novamente eles vão legar o poco de pertences que eu tenho hoje .
      Por favor me ajudem ….. estou em panico.
      aguardo uma resposta.

    4. julio cesar disse,

      20/05/2011 @ 21:34

      TENHO DIVIDAS DE CAREFOOUR EXTRA MASTES CARD MAS TO DESEMPREGADO E FIQUEI SABENDO QUE MEU NOME NO SERASA,NAO CONSOGUEIREI EMPREGO PELO NOME SUJO,MAS COMO VOU QUIATR DIVIDAS SEM NAO CONSIGO EMPREGO??????E RECEBO VARIAS CORREPOSDENCIA COM NOTIFICAÇAO EXTRAJUDICIAL O QUE É´ISSO???????????

    5. lambert duarte disse,

      08/11/2011 @ 22:09

      como limpar meu nome junto ao spc e serasa pois tenho ourocard,extra, cartão facil, c.a,todos no vermelho.

    6. Rafaella Dourado disse,

      26/07/2012 @ 15:24

      OLÁ …WILHIAM , li o seu caso e me chamou a atenção pelo fato de você depositar a sua Fé em Deus, fico feliz por isso já que vivemos num mundo de injustiça dominado pela maldade daqueles que não conhecem A DEUS. Também tenho problemas com banco mas tenho Fé na JUSTIÇA DE DEUS que é maior que qualquer hipocrisia humana. Um abraço, a PAZ do Senhor.

    7. William Severino Gomes disse,

      28/04/2016 @ 8:07

      Bom dia a todos. Estou desesperado entrei um seguro no banco Bradesco q eu pagava 300 reais por mês que o banco me informou q eu só podia mexer né dinheiro depois de 2 anos e com toda essa crise minha esposa foi mandada embora do seu emprego eu atrasei três meses e o banco não deixou eu continuar pagando e os 8 nesse q eu ja tinha pago eu perdi. isso ta certo?
      ———————————————————————————————————————–
      William,

      É claro que não está certo. O banco somente faz as coisas no sentido de ele levar vantagem sempre, porém, as regras deste jogo devem constar do contrato que você assinou quando adquiriu o benefício. Procure falar com o gerente geral da agencia. Talvez consiga encontrar uma solução factível. Boa sorte.

      Assine a Petição:>> https://secure.avaaz.org/po/petition/Senhor_Presidente_da_Camara_dos_Deputados_Congresso_Nacional_Brasileiro_Proclamar_urgentemente_uma_reforma_no_Sistema_Fi/share/?new

      Marcos Antonyo Lima

    RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

    Deixe um comentário