Top 10 entre os abusos dos bancos

desespero1 – Empurram “contrato de adesão” nos pactos com clientes.

Contrato de adesão é aquele o qual já se encontra pronto e no momento da aquisição de um serviço ou produto fornecido pelo banco o mesmo apenas acrescenta os dados do cliente e este é obrigado a assiná-lo sem ter o direito de contestar ou modificar as clausulas abusivas nele contidas, agredindo assim o Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

2 – Incluem cláusulas “mandato” nos contratos assinados.

Clausula de Mandato é apenas mais uma abusiva entre tantas contidas no Contrato de Adesão e seria através desta que o consumidor concede plenos poderes ao banco com o qual pactuou contrato, como por exemplo, efetivar débitos do saldo da conta corrente, fazer aplicações com o dinheiro da conta em investimentos, enfim, clausula de mandato é uma espécie de procuração que o consumidor correntista sem opção concede ao seu banco.


3 – Praticam propaganda enganosa repetidamente.

Bancos gastam milhões em propagandas em revistas e principalmente na Tv, onde somente aparecem pessoas sorridentes exibindo momentos alegres em família, bem vestidas, em belas casas e ambientes ou passeando em carrões, passando a impressão de que a felicidade está ligada às suas marcas, – em marketing repetitivo onde até cores exclusivas são exibidas para induzir psicologicamente as pessoas e principalmente as crianças, – uma vez que estas serão os consumidores dos seus serviços amanhã.

4 – Inchaço abusivo de valores inadimplentes.

Nas dívidas em atraso os bancos fazem a festa sobre a vulnerabilidade do consumidor até deixar a sua vida financeira em desgraça, com multas abusivas, encargos e taxas diversas, honorários, despesas extrajudiciais, além de juros exorbitantes como por exemplo, os praticados no financiamento do saldo devedor das faturas de cartões de credito que na maioria dos casos ultrapassa 400% ao ano.

5 – Juro do juro sobre juro – agiotagem desumana.

A cobrança de 2% de multa mais 1% de juro de mora por atraso de pagamento na rotina dos bancos é uma piada, pois, estes ignoram e tripudiam desta referência e na composição de dívidas em atraso incluem juros dos juros sobre juros no percentual que bem querem, praticam agiotagem na maior e nem dão bola para torcida.

6 – Se aproveitam da falta de conhecimentos dos clientes.

Não se conformam em ter que respeitar leis, inclusive, já entraram na justiça para tentar se anular ao Código de Proteção e Defesa do Consumidor e, – na cobrança do juro de mora por exemplo que é de 1% ao mês e a sua cobrança seria permitida apenas a partir do 31º. dia com 0,033% ao dia, – os bancos cobram a partir do 1º. dia de atraso o percentual de 0,33% ao dia e, assim, – o juro de mora que deveria ser de 1% passa a ser cobrado 10% ao mês.

7 – Aplicam Punição Civil nos clientes consumidores.

Condenam os consumidores sem direito a defesa através de empresa de proteção ao credito de suas propriedades que age como se fosse tribunal de justiça, decretando punição civil de 5 anos de restrição ao mercado, bloqueando seu acesso ao capital necessário para o desenvolvimento social, – agredindo assim a Constituição Federal Brasileira.

8 – Contribuem ativamente com a concentração de rendas.

Com sistemas e práticas viciosas ultrapassadas os bancos brasileiros sugam todo o dinheiro dos trabalhadores o retendo com máxima rigidez e, com controle absoluto dosam e direcionam a sua disponibilização de acordo com os seus interesses unilaterais, interferindo e influenciando diretamente no consumo dos outros setores da economia brasileira, penalizando os mais pobres.

9 – Corroem o dinheiro das contas dos clientes consumidores.

Os bancos criam e aumentam ao livre arbítrio as taxas e tarifas dos serviços prestados e ainda debitam valores das contas dos consumidores sem a previa e escrita autorização dos mesmos, balizados em clausulas abusivas existentes nos contratos sem se quer estes tomarem conhecimento, anulando assim, de maneira ousada, o princípio da igualdade social que deveria prevalecer nas relações de consumo.

10 – Trocam funcionários por máquinas.

Cada vez mais os bancos trocam seus funcionários por máquinas, dificultando e limitando um bom e seguro atendimento aos clientes, em ambiente que a cada dia diminui a presença de informações e direciona consumidores menos esclarecidos para armadilhas eletrônicas com proposital facilidade para entrar, porém, custosas e com enormes dificuldades para sair.

By Marcos Antonyo Lima

Outubro 2015 dC



Veja também:
  • 51 e mais 1 razão para não ter conta em banco
  • Um absurdo chamado “juro”
  • Petição para adesão de assinaturas…Assine!…Faça sua parte!..
  • Carta Modelo>Revisão/Dívida com Banco
  • Para quem está devendo para um banco e quer negociar:
  • Um comentário »

    1. Leo disse,

      07/06/2016 @ 12:19

      Sim, existe escravidao no Brasil, ate quando?? Culpa direta dos deputados e senadores!! Acorda Brasil, Acorda!!!

    RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

    Deixe um comentário